Páginas

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Transformers Lago Tenebroso | Episódio 03

Episódio 03 | Procurando a Saída

Escrita por | Rafaela Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Daniel Almeida

Entrei na masmorra, vi e pensei: Que lugar é esse? Era muito estranho, era um lugar muito esquisito. Será que é aqui que a minha equipe está? Estou com muito medo, nunca pensei que isso iria dizer isso e de repente, ouvi uma voz falando no meu ouvido

-Esta é a entrada da masmorra! Está vendo essa porta grande? Ela está trancada á sete chaves, para que ninguém possa sair daqui
-Ah sim, tem um jeito de abri-la?
-Não. A Não ser que você tenha a chave para isso

Fiquei assustado. Aquela porta grande...era a saída do local, mais estava trancada. Era minha única saída, e não tinha. Preciso sair desse lugar. Era um lugar estranho, e estava cheio de celas e nessas cenas, tinham muitos corpos humanos mortos, parece que além de masmorra, é também um lugar de tortura, isso é muito estranho esse lugar...não é bom. Andei andei tinha algumas velas no local para iluminar, mais isso não ajudava em nada. Preciso de uma lanterna

A Masmorra tinha uma coisa muito merdierval...eu não sei muito da história desse planeta...mais em 1800, existiu muitas torturas e mulheres queimadas injustamente por serem acusadas de bruxas mais parece...que nesse lugar rolou muito mais coisas

Procurava a chave para abrir a porta para sair, até que entrei em um lugar muito pior do que eu esperava, e achei um lampião. Mais ele era movido á Óleo. Vou precisar achar Óleo se quiser enxergar alguma coisa porque era um lugar muito escuro. Andei e achei uma porta, mais ela precisava de uma alavanca. Aonde que tem uma alavanca?

Não vou ficar que nem um tonto procurando alguma coisa. Vou tentar lembrar...JÁ SEI! Quando peguei o lampião, vi uma coisa estranha, então, essa deve ser a alavanca. Fui lá outra vez, e peguei a alavanca e voltei para a porta. Abri e entrei para um tipo de armazém, mais lá tinha uma passagem, mais não encontrei nada. Continuei andando e entrei numa sala que tinhas duas chaves. Eu de cara disse: "Uma dessas, deve ser a chave para a minha liberdade!", mais para eu não me enganar, peguei as duas. A Chave de uma das salas da Masmorra e a chave da Sala das Máquinas

-Procurei a porta e vi que era uma porta normal e usei a chave e abri mais olha só. EU VOLTEI PARA O MESMO LUGAR!!! Eu voltei...pro mesmo lugar. Mais ainda tinha a chave para a sala das Máquinas, então, lá vou eu procurar a sala das máquinas ai por All Spark...

Na Prisão...

-A Gente tem que sair daqui
-Como Bulkhead? Estamos presos aqui e com um monstro atrás do Optimus
-Não deveria ter escrito aquela carta...
-É porque você a perdeu!
-Mais mesmo assim, não devia ter escrito. Ele deve estar magoado comigo, do que com vocês
-Não se culpe Arcee
-Mais a culpa é dela! Quem mandou ela perder a carta?
-CALA A BOCA RATCHET!!!!
-Não tente me defender Bulkhead. Ele tem razão. A Culpa é toda minha. Só minha
-A Culpa é de todos nós. Se tivessemos ouvido o Optimus, nós nunca estaríamos aqui e Optimus não estaria correndo perigo

Andei andei e procurei , e achei uma portinha pequena. ERA A SALA DAS MÁQUINAS!!!! IIIUUHHHHUUUU!!!! É Ali que estava a minha liberdade, mais encontrei outra alavanca e a puxei. E Ouvi um barulho estranho, de alguma coisa abrindo. Eu fui correndo ver o que era e vi. Era a porta que estava trancada. Eu sabia que minha liberdade estava próxima, fui correndo ver e vi que eu tinha que pular e puleeeeeeeeeiiiiiiii!!!!!! Mais vi, que não era a minha liberdade e sim a prisão. É Lá que estão os meus amigos. Vi uma porta que que era uma parte da prisão. Essa vai ser uma longa viagem...

Nenhum comentário:

Postar um comentário