Páginas

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Trans "The Auto" Formers | Episódio 27

Episódio 27 | Prowl e Yoketron

Escrita por | Rafaela Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Bem, foi meio complicado para me acostumar com esse local, mais tudo bem. O Nome dessa cidade era Iacon, e era bem pacífica, parece. Bem, eu vou nesse bar aqui para beber algo.

-VOCÊ QUER ALGO, GORDÃO? VOCÊ É UMA POÇA DE MIJO YANKEE! EU JÁ VI COWBOYS COM MAIS BOLAS DO QUE VOCÊ.
-Pai, por favor pare com isso.
-CALADO PROWL!!! EU VOU ACABAR COM ELES.
-O Que acontece aqui? – pergunto.
-QUE PORRA TU QUER AQUI?
-Eu só vim beber algo.
-Aham sei. PENSEI QUE FOSSE UM HOMEM DE VERDADE!!!!
-Pai...
-QUIETO PROWL!!!
-Mais...
-CALE ESSA BOCA MOLEQUE!!!
-Calma aí, eu sou da paz, tenha calma.
-Onde você vai pai?
-CALE-SE PROWL EU VOU A QUALQUER LUGAR, EU VOU COM ELE.
-Ai pai...
-VAMOS EMBORA IDIOTA.
-Calma, relaxa aí.

Saímos e...esse cara é maluco! Mais...ele parece ser daqueles que curtem Curcuito-Su.

-E Então? Qual é o seu nome e para onde vamos?
-Meu nome é Yoketron, mais me chame de Mestre Yoketron e nós vamos encontrar cada maldito centavo que esse lugar tem.
-Está bem. Bom plano...eu acho.
-MAIS É CLARO QUE É UM BOM PLANO!!! Eu estava observando quatro lugares diferentes, uma loja de bebidas em Bluberry, um banco em Creek, Um posto de gasolina em Iacon e uma loja de apostas em Dillmore.
-Sim e onde nós vamos primeiro?
-VOCÊ É O GUIA SEU PORCO IDIOTA! VOCÊ QUE DECIDE!!!
-Então vamos ao posto de gasolina.
-Está muito bem.
-Quem era aquele que te chamava de pai.
-Aquele é o meu filho Prowl, é um molenga broxa. VAMOS LOGO AO POSTO PORRA!!!
-Está bem.

Chegamos ao posto e ele já pega uma carabina. Que velho maluco.

-PASSA A GRANA SENÃO EU ESTOURO SUAS MALDITAS BOLAS!!!
-Isso é um vidro a prova de balas. Então, vá embora, velho puto, senão vou chamar o xerife.
-O Que está fazendo filho? Dê a grana a ele.
-COMO VOCÊ QUISER, MARICON!!!! MUDANÇA DE PLANOS OPTIMUS! VAMOS PEGAR O TANQUE!!!
-Ei, o que você está fazendo?

Como eu era um caminhão, tive que levar o tanque. Yoketron disse que cuidaria de impedir eles.

-Não vou perder outro trabalho de bosta por causa de algum velho puto louco. VAMOS!!! TEMOS QUE PARAR ESSES PUTOS!!!!
-VÁ!!! Conheço um cara que irá pagar bem por isso.

Nós tivemos que seguir até um pouco. Os caras ficavam me perseguindo, mais Yoketron, sempre atirava. Ele era um velho maluco. Tenho medo dele, mais bem, eu tinha que tomar muito mais muito cuidado, pois se isso soltar ela explode.

Estava chovendo e as estradas muito lisas, mais eu consegui chegar até o local.

-Olá senhor Wittaker.
-Yoketron. O Que você me trouxe hoje?
-Um tanque cheinho de gasolina pura.
-Nunca vi isso, nunca vi você, nunca dei um centavo a você!
-É Bom não fazer negócios!
-Que seja. Agora, vamos dar no Pé antes que os tiras venham aqui e bisbilhotem. Se quiser transportar algo, é só vir aqui.
-Tchau Optimus.

Porra, eu não acredito que esse puto me deixou aqui na chuva, mais enfim...e lá vou eu de volta e eu recebi uma ligação.

-Sim.
-Optimus.
-Quem é?
-Você não me conhece bem, mais sou filho do Yoketron, Prowl.
-Só vi você aquela hora, quando fui no bar.
-Perfeito. Me disseram que era um perfeito idiota.
-Quem?
-Chega de delongas.
-Você é da polícia?
-Não. Eu preciso de ajuda, pois quero me livrar deles, aqueles que te trouxeram para cá.
-Kup, eu sabia.
-Olhe, quero acabar com eles, por isso, venha no meu quarto em um motel de Iacon. Tenha certeza de que não está sendo seguido.

Beleza, lá vou eu de novo, mais é melhor, eu ir para o esconderijo ver a Anita e os outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário