Páginas

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Trans "The Auto" Formers | Episódio 28

Episódio 28 | Coletor de Corpos

Escrita por | Rovorys Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Mais um dia na Gro...quer dizer, na Flint e desta vez vou ver o filho do Yoketron, Prowl. Eu já estou aqui onde ele me falou e vou lá.

-Alô? Tem alguém ai? – pergunto.
-Aqui dentro.
-Olha só...o que temos aqui?
-Ei, Optimus? Como vai garoto?
-O Que está havendo Kup? Algum tipo de treinamento? Ah, já sei, está de folga não?
-Sim sim sim, cale essa boca hahaha. Prowless Gianvitto, vai te abastecer com as melhores...ervas, e você vai entregar tudo para nós.
-Tu tá drogado velho.
-Ah é? VENHA AQUI PROWL!!!!
-Bem-vindo, amigo.
-Qual é?
-O Optimus vai pagar a você o seu dinheiro.
-Do que está falando? Tu ta drogado, cara.
-Agora, irei fazer uma viagem, e fui para um mundo obscuro, só eu e eu.
-Optimus, venha aqui.
-O Que foi?
-Eu dei para ele a melhor poção que eu tinha. Quero que lhe faça esse favor. Colete algumas coisas, que eu lhe darei metade dos lucros.
-Mas...
-Vá. Onde você está morando.
-Em um esconderijo.
-Por acaso é cheio de casas que parece igrejas?
-Sim. Como sabe?
-Eu e meu pai vivemos lá. Eu fico aqui a metade do tempo. Meu pai já não. Ele vive lá para se esconder da polícia.
-Puxa...você é fodido na vida.
-Sim, por favor, vá até a ceifeira e me traga a erva que, podemos ser amigos.
-Está bem, eu vou.
-Paz, Prime.
-Maluco.

Bom, agora vou ter que pegar uma ceifadeira em uma fazenda. Muito bem, vamos para lá. Nossa, são lugares completamente diferentes e é fácil de se perder, mais eu achei a porra da fazenda. Conseguia ver a ceifadeira, mais sabe...tinha uns fazendeiros filhos das putas, então vou tomar cuidado e matar qualquer um que ficar na minha frente.

Mano, esses putos desses fazendeiros, um já começou a me atirar.

-Entrou na fazenda errada garoto.

Cara, eu meti foi uma bala nele, esses caipiras não são muito espertos. Fui rápido até lá e peguei a ceifadeira e comecei a fazer a limpa e puxa...acho que eu sou sangue frio, estou moendo os humanos...que se foda, eu tenho que achar meu pai é por isso que estou aqui.

Nossa, mais eu tinha que levar isso, muito bem, depois a gente tinha que passar por aqui, pois aqui tinha um porto abandonado e também o carro fantasma. Mais, eu estava chegando ao nosso esconderijo, onde vejo Prowl lá.

-Cara, você trouxe a paz de volta ao meu esconderijo. Obrigado amigo. Te avisarei quando tiver diversão.
-Está bem.

Quando saio de lá, encontro o Bumblebee desesperado.

-CABRITITOOOOO.
-O Que houve Bee?
-Uma merda está acontecendo.
-Me fala o que aconteceu.
-Os Wreckers já eram!
-Como assim já eram?
-Eles querem minha cabeça e de mi companero tambien.
-Mais o que houve? O Que descobriu?
-Descobri que...o respeito das gangues, não existe mais. Agora, isso não existe mais em Cybertropolis. Não podemos voltar mais para lá. Os nossos companheiros...mortos. Não quero voltar para Cybertropolis.
-Então, onde nós vamos?
-Quando tudo isso acabar, vamos para Los Bots, ou Equilvale City.
-Está bem. Claro, se Sentinel aprovar, iremos lá.
-Legal. Vou avisar ao Bulkhead. Tchau Cabritito.


Nossa, eu não acredito nisso...não podemos mesmo para Cybertropolis, então, iremos para outro lugar, longe daqui!

Nenhum comentário:

Postar um comentário