Páginas

domingo, 15 de dezembro de 2013

Trans "The Auto" Formers | Episódio 86

Episódio 86 | Uma Mansão nas Montanhas

Escrita por | Rafaela Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

Mais um dia em Rio de Energon, talvez o último, ainda não sei, mais eu e Ratchet fomos convidados para seremos jurados para contratar novos funcionários. Até agora...ninguém que sirva. Apareceu um porra de um anão. Vamos o que ele vai nos oferecer.

-Não odeie o pequenino, pois ele está com um três-oitão!
-Próximo! – diz Ratchet.
-Obrigado. – digo.
-Obrigado? Obrigado??? Você sabe como é ficar no meu lugar, e cantar uma música? Tem que ter muito talento!
-Me desculpe mais a gente está por algo com um pouco mais de apelo á multidões. – diz Sari.
-O Que é mais apeloso do que uma canção, cantada por um pequeno, mais formado? As mulheres me procuram, os homens querem ser igual eu. Idiotas!
-Isso só pode ser uma pegadinha, certo? – pergunta Ratchet.
-Droga! Esse negócio de cassino é difícil. Eu só pensava que era para abrir as portas e deixar os babacas derem o Dinheiro á você. – digo.
-Se ao menos...
-Ah, isso já está ficando chato. Quero fazer negócios, não audições com humanos anões.
-Acho que você quis dizer, humanos com baixa estatura. – diz Sari.
-Sim sim eu sei o que eu disse. Quando é que vamos achar alguém talentoso por aqui?
-Eu não acredito que ouvi isso. Olha só quem resolve aparecer. Dan Reynolds.
-Prime, estou limpo, cara.
-É bom ouvir isso. E Aí, o que tá pegando? Você está pronto para canta de novo?
-Calma, Prime, calma. Eu estou quase pronto mas...mas...
-Mas o que?
-Quero ir para a minha casa, Optimus.
-Legal, eu te levo. Onde fica?
-Minha mansão, Prime.
-Ah, já ouvi falar desse fim de mundo. – diz Ratchet. – Drogas, Sexo e todo tipo de merda que pode acontecer.
-Sim sim eu estive, quer dizer, eu vi na TV. Bela casa.
-Obrigado, amigo.
-Com um lugar como esse, podemos nos estabelecer em Cybertropolis de volta, pegar o Jazz e mudar algumas coisas, e cair fora do mundo do jogo dos anões.
-Ei, Prime, vai com calma cara...por favor...
-Que foi? Eu salvei a sua vida, não?
-Minha mansão não é tão grande. Só 20 quartos, apenas. Certo, vou mandar o jogo a ti. Minha mansão foi sequestrada.
-Quem pegou ela? – pergunto.
-Ninguém.
-Quem foi Dan?
-Certo, depois que o resto dos meus companheiros disseram que eu estava fora do Imagine Dragons e que foram embora...eu me envolvi com drogas muito pesadas e um dos traficantes era o...o Grande Poppa.
-O QUE??? O GRANDE POPPA PEGOU SUA CASA???
-Sim, e não quer sair de lá.
-Eu não acredito que você entregou sua mansão para aquele traficante filho da puta.
-Eu estava confuso aquele dia. Ele me enganou.
-Você é um maldito drogado. Cara, quanta maconha um homem pode cheirar? Agora chega, TODOS VOCÊS chamem os outros VAMOS VOLTAR PARA CASA AGORA!!!
-Optimus, espere!
-Fale Sari.
-Queria te dar isso.
-O Que é isso?
-Lembra do que eu te disse? Que quando tudo isso acabasse, eu ia te dar uma parte do dinheiro? Então, aqui está.
-Puxa Sari eu...
-Optimus, você me ajudou tanto, desde o tempo das corridas lá da Floresta Flint. Foi muita sorte eu te encontrar aquele dia.
-Você não vai com a gente?
-Não posso, meu pai não quer de jeito nenhum voltar para aquela cidade.
-Eu sei. Quando tudo isso acabar, eu e meus Autobots iremos para Nova Primus, começar uma nova vida, longe das gangues, das drogas, de tudo.
-Faz bem você dizer isso. Adeus Optimus.
-Adeus Sari.

Não queria me despedir de Sari,nem de seu pai que também me ajudaram muito. Por que as coisas tem que ser assim? Bom, pelo menos, Marimar e Sérgio vem com a gente. Bom, estou começando o meu diário particular, estou dentro do avião e daqui a pouco, chegaremos até Cybertropolis. Quando tudo isso acabar, eu vou sair dessa cidade e levar todos que estão aqui comigo, vou me casar com a Anita e ter a minha paz. Aqui comigo estava Anita, Bumblebee e Ratchet, os outros já estão em Cybertropolis.

-Você já saltaram antes? – pergunto á todos.
-Sinceramente cabritito, estoy com muy medo.
-Optimus, você vai me segurar se eu cair.
-Está bem meu amor.
-É Melhor a gente ir logo. A Elite já está esperando. LÁ VOU EU!!!
-Seu papa já foi. EU TAMBIEM VOOOOU!!!
-Optimus, eu aaaaaiiiiiiii.
-VAI LÁ MEU AMOR, PELO ALTO E AVANTE!!!

Nós 4 conseguimos pousar em um lugar seguro, a missão agora era exterminar o Grande Poppa e o pessoal deles. Deixa isso comigo e com a Anita.

-Não conseguimos cair perto da mansão. – diz Ratchet.
-Ajudem a elite. Eu e Anita vamos pegar o Grande Poppa.
-Venha velhito. – diz Bumblebee.
-Já vou.
-Onde nós vamos?
-Tem uma escadaria por aqui, que leva até o lugar. Venha minha linda.

Eu já sabia mais ou menos como era a casa, pois já estive lá dentro, por causa que o Rodimus me deu um trabalho de pegar o livro de rimas deles.
*Episódio 15 – O Livro de Rimas do Imagine Dragons.

Bom, subimos até lá e só tinha nego atirando, um monte de josneys atirando. Que bando de filha da puta. Ai, esses Predacons só nos dão problema, mais acho que eu com o Bee estamos na hora de acabar com esses cara de uma vez por todas. Não posso deixar ninguém da elite morrer.

-Prime, barra limpa. Podemos entrar na mansão. – diz Ratchet.
-Entendido Ratchet. Autobots e a Elite, VAMOS AVANÇAR PARA A MANSÃO!
-Os dois, fiquem aqui e vigiem a mansão do lado de fora. Eu e Bee vamos entrar na mansão.
-Nhé, por que eu e essa mulher que nem conheço, temos que ficar aqui?
-Ratchet, depois eu conto quem é ela.

-Cabritito, estamos em menos número.
-Bumblebee tem razão. Temos que ir logo antes que eles tomem tudo e...
-AHHHHH O PREDACON EXPLODIU A CABEÇA DELE!!!
-Temos que procurar o Grande Poppa.
-Você vigia o corredor e eu vejo nos quartos.
-Certo.

Tinha muitos Predacons aqui. Eles não paravam de vir, nossa parece um enxame desses merdas. Depois de tudo eliminado, O Grande Poppa estava no andar de baixo. Está na hora de extermina-lo.

Chegamos no andar de baixo e matamos mais alguns josneys e vimos o Grande Poppa e ele estava fugindo.

-Bee, tome conta desses caras. Eu vou atrás do Grande Poppa.
-Estoy contigo, amigo!

O Grande Poppa saiu da mansão e agora eu vou ter que ir atrás dele, pra variar, então vamos lá. Ele se transformou em um predacon e saiu voando, mais não por muito tempo, vou atirar nele do alto mesmo.

-VOCÊ SABE COM QUEM ESTÁ MEXENDO BABACA?
-Sei, com um traficante de merda.

Eu atirei bem na cabeça dele e ele acabou caindo no chão. Eu não acredito nisso. E Ele ainda sobrevive. Dei um tiro em sua centelha e ele apagou de vez.

-OPTIMUS!!!
-Anita.
-Que bom que você está vivo. E O Bumblebee?
-Estoy aqui cabritita.
-Ratchet.
-Prime, venha aqui garoto.
-O Que foi?
-A Anita me contou tudo.
-Contou o que?
-Ela é sua namorada não?
-É, bem, eu...
-Não diga mais nada. Fico feliz por você encontrar uma pessoa que te faça feliz um dia nessa vida miserável.
-Eu sei e...telefone.

-Alô? Masterson? Como está?
-Quem é?
-Optimus Prime.
-OH PRIME, O GRANDE AEEE, PESSOAL O PRIME ESTÁ AQUI!!!
-Queria que você, e o seus colegas venham até Cybertropolis para me ajudar com um negócio de música.
-SUPER FANTÁSTICO!!! VO USER UM ÓTIMO PRODUTOR MÚSICAL!!!!
-Legal, te vejo depois.
-SIM SIM SIM!!!
-Você vai cantar agora é?

-Talvez eu cante, talvez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário