Páginas

sábado, 4 de janeiro de 2014

Trans "The Auto" Formers | Últimos Episódios | Episódio 94

Episódio 94 | Fim da Linha Parte 1

Escrita por | Rafaela Trombini e Rovorys Trombini
Produção Executiva de | Ingrid Trombini
Direção de | Rafaela Trombini e Natália Santos

(Telefone Tocando)

-Optimus é o Sentinel.
-Você encontrou o Jazz?
-Depois que exterminamos os Decepticons, acho que os Predacons vão começar a falar. Ele está escondido em Los Flores, ou em East Cybertropolis. Chegou a hora do fim, Prime.
-Certo. Eu vou até aí e vamos acabar logo com isso.

Qual é que é, sou Optimus Prime, líder da futura gangue “Autobots” , e eu preciso acabar com essa putaria que está no meu bairro. Olha só tem um caminhão de incêndio aqui, sendo que não tem fogo nenhum o que que tá acontecendo nessa merda, eu não sei o que tá acontecendo, só sei que preciso ir atrás do meu algoz, o filha da puta do Jazz e é isso que vamos fazer agora!

Na verdade, os Decepticons e Predacons foram extintos para sempre, mas temos que continuar. Então, vamos continuar porra. Olha só olha só o cara com a televisão na mão ele quer assistir ao Faustão né, então vamos lá, THE LAST OF US!!! Tá, esse final foi uma merda, mais enfim, vamos lá AGORA!

-EI SENTINEL!
-Qual é?
-Chegou a hora de pegar o Jazz.
-Certo. Vamos lá.
-Os Primes se juntam para detonar aquele maldito do Jazz.

Vamos lá, isso é muito importante para mim, isso agora é o fim!

-Tem certeza de que ele está em East Cybertropolis?
-Sim. Tem uns apartamentos velhos e um depósito.
-Então, ele tem que morrer! Não acredito que você comprou aquela lata velha.
-Ué. Se não está quebrado, não conserte! Então...é isso! Os Primes colocando ordem na casa.
-Sim.
-Nervoso?
-Sim.
-Eu também. Eu também.

-Olhe Sentinel, eu sei que você quer fazer isso, mais eu tenho que ir lá sozinho!
-O que?
-O Jazz me sacaneou. O Kup me sacaneou.
-Eles sacanearam á todos nós!
-Sim mas...você tinha razão. Eu fui um fraco quando minha família precisou de mim. Eu deixei o Zeta morrer, cara. Isto é por ele, por Ratchet...e por você.
-Pela Groove, cara.
-Sim, pela Groove e pelos Autobots.
-Ei. Se precisar de mim, sabe que irei até lá.
-Sim. Você sempre me ajudou quando precisei.

Tá, como irei fazer isso? A Porta está trancada, ah já sei o que fazer. Tem um bando de josneys da SWAT, e eles tem um tanque. Vou pegar esse tanque e derrubar a parede. Por quê não pensei nisso antes? Então, pegue o tanque e FUI!!! Nossa, derrubou tudo cara. Uia o bagulho solta água cara. Que louco. Olha isso cara, VOCÊS QUEREM ÁGUA SEUS DECEPTICONS MALDITO? HAHAHAHAHA. Tá, agora vamos entrar nessa porra aqui e acabar de vez com o Jazz.

Primeiro Andar – Área de Segurança.

Descobri que Jazz está no quarto andar, então, terei que passar por mais três e abrir o caminho. Pois bem, na entrada, já tinha um Decepticon e mirei nele, aí subi as escadas e AI MEU PRIMUS, DE ONDE ESSE CARA SURGIU??? Nossa, entrei em uma sala, MDS!!! Nossa, tinha muitos josneys e mais Predacons e os caras da SWAT. Nuss o bagulho está doido. Enfim, vamos até lá, nossa, como a droga une as pessoas...só que não! Nossa, isso vai tudo para o Optimus Primal depois né, lá de Autocons City, enfim...NOOOSSSA O QUE EU ACHEI AQUI? UMA CANO SERRADO, PRONTINHA PARA MIM...Não vou pegar. Já tenho uma arma foda. NHÊÊÊÊ.

Segundo Andar – Laboratório de Drogas.

Ah, o laboratório. Aqui o cheiro é violento, pode ter certeza, mais eu tinha que abrir passagem para o terceiro andar e chegar no quarto, onde está o Jazz, enfim...isso me lembrou Breaking Bad. Nossa, todo mundo falando bem dessa série, mas eu nunca a vi. Enfim, O QUE É ISSO??? TEM UNS HUMANOS PELADOS AQUI!!! POR PRIMUS! POR QUÊ SERÁ QUE OS HUMANOS TEM QUE ESTAR PELADOS PARA PRODUZIREM DROGAS? NÃO QUERO VER HUMANO PELADO!!! Ah não...o cara está se escondendo em um barril vermelho. Tu não sabe que barril vermelho significa “BUM!” hehe, nossa os caras daqui estão muito doidos. Meu Primus...esses caras...nossa, que bostões! Toma aí seus bostões! Hehe.

Terceiro Andar – Salão dos Decepticons.

Nossa, o terceiro andar parece um tribunal. Vamos ver o que rola aqui. Muitos dos Cons que sobreviveram ao meu ataque estão aqui e vão morrer. Então, nossa, por quê a puta tá olhando para lá? Não entendi. Vai apanhar! HAHA, ela morreu com um só golpe. Nossa acho que estou malhando demais. Nossa, oh Primus. Aqui nessa sala tinha uma estátua do Jazz segurando uma SMG com a mão direita e uma escopeta com a mão esquerda. Nossa...e tinha vários desenhos de algemas no local. Que bizarro. Nossa, entrei em uma sala, pelo amor, a puta tá dançando e nem ligando para o que tá acontecendo.

“O Mundo vai acabaar, e ela só quero dançaaar! O Mundo vai acabaar, e ela só quero dançar, dançar, dançar, dançaaar” MORRE HIHI! Ai, chegou a hora. Chegou a hora de encontrar o Jazz. Ai,...eu vi ele, jogando vídeo games. Nossa...nunca pensei que...

-EI, JAZZ!!! – digo á ele apontando uma arma.
-Ah, Optimus. Estava curioso pra saber quando você viria.
-Como sabia que era eu?
-Você é um velho amigo, conheço seu sintetizador de voz. Eu sabia que viria, por isso, nem liguei.
-Estou aqui para cuidar dessa sua bunda desocupada, e depois vou tomar conta de seus amigos e o Kup. Onde eles estão?
-Ah, que se foda tudo! – diz ele cheirando uma. – Nossa, isso é uma grande merda. Foda-se o Kup, foda-se o Ratchet, e foda-se ESSA MERDA INTEIRA! OLHA SÓ PARA VOCÊ. Conseguiu o que quer. Tem seu pai de volta, tem uma namorada linda, e eu não me arrependo de nada do que fiz!
-Mas Jazz...
-EU FIZ ISSO, OP! EU SOU UM SUCESSO!!! EU NÃO POSSO SER TOCADO!!! Não dou a mínima! FODA-SE O MUNDO!!!
-Então...VAMOS VER SE VOCÊ NÃO É TOCADO!!!

Que merda! Ele desligou as luzes. Que merda cara. Como eu vou ver ele agora? Hah, ele tá andando de um lado para o outro. Mas, quando ele corria para fugir, ele...ou melhor, eu...atirei nas costas dele, estávamos em cima de um mini andar que tinha lá e ele...com o tiro, caiu de lá de cima, e acabou...nossa. Eu fui até lá, com ele, para ver o que acontece, se ele morreu, ou não!

-Por quê fez isso Jazz? O Que aconteceu com você?
-Me envolvi com o dinheiro, o poder...eu...não dou a mínima.
-Por quê não fugiu desse mundo? Éramos como uma família.
-Não tive escolha...eu tive que fazer isso...vi apenas oportunidades. Quando eu for para All Spark...todos vão lembrar do meu nome...Jazz...Jazz...

Jazz, caí e morre. Nossa, que disperdício...

-Optimus Prime, meu homem...

Continua...

Nenhum comentário:

Postar um comentário