Páginas

domingo, 20 de abril de 2014

Transformers: Uma Máquina Para Porcos | Último Capítulo

Ai, eu preciso sair daqui o mais rápido que eu posso, ai eu voltei ainda bem.

-Você que causou isso, Optimus. É o que você sempre sonhou.
-NÃO!!! JÁ É TARDE DEMAIS!!! MEU TRABALHO COMEÇOU!!! NÃO É VOCÊ NEM NINGUÉM QUE VAI ME IMPEDIR!!!
-O que?
-MATEM ELE, MEUS PORQUINHOS, MATEM TODOS ELES!!! MATEM TODOS DESSA CIDADE, MATEM OPTIMUS PRIME!!!

Ai...estou na rua, meu Primus...quanto porco...parece que vai chover. Eu tenho que tomar cuidado. Ai não. O Cara fechou a porta na minha cara. Primus...o que foi que eu fiz...o que está acontecendo? A cidade está peando fogo. Os porcos, estão matando todo mundo...

-Prime! Eu sei que você está aí. Eu sou o dono de Nova York, vou transformá-la, em uma nova Cybertron!
-Você age igual um Decepticon! Você é um deles!

Ai não nesse momento me aparece uma carta??? Ai não.

25 de Outubro de 2009

Ninguém sente falta dos pobres. Reúna alguns órfãos, e o mundo o agradecerá por isso. Faça uma puta sumir, e um cavalheiro o aplaudirá. Sacrifique um mendigo, e uma senhora poderá caminhar de volta em segurança.

Eu os odeio. Eu os odeio mais do que a quaisquer outros. Esse privilégio, essa pretensão. Os ditos líderes, os pilares da sociedade, os ricos e extravagantes. Eles vestem a imundice por dentro, mas não são menos sujos.

Tenho planos para todos eles. Nós os alimentaremos, e depois nos alimentaremos deles.

Meu Primus...tudo destruído, ai tem um cara pelado aqui. Ou ele tava tomando banho, ou tava transando, como no Tenebris Lake...meus Primus, é uma guerra de porcos!

-Redimam-se, meros humanos! Aceitem o mundo como ele é agora. O MUNDO É DAS MÁQUINAS!!!! Vocês são imundos e morrerão como porcos. Só sobreviverão se juntarem a mim, e ao novo mundo. De joelhos! Cinzas, cinzas, ossos e cinzas! Podemos fazer uma queimada com aqueles que não aceitarem e assim, começar a reconstruir uma nova Cybertron para os humanos e para as máquinas!

Ele só fala. Mais uma carta. CHEGA!!!

23 de Dezembro de 2009

Fico de pé e me olho no espelho. Com o pênis na mão meu reflexo me mostra os dentes e com a boca cheia de gás mostarda. “Imbecil vão”, zomba ele. “Você é tão diferente assim? Você realmente acredita que as suas obras malignas são melhores do que o resto deles? Você é um mero homem fraco, produto da idade, assim como qualquer outro. Isto é a República, cretino, isto é a tolice assassina, o resultado natural do darwinismo social. Se você é maligno, então o mundo é maligno. Você simplesmente deixa o sangue correr nas ruas em vez de escondê-lo no abrigo de pobres. Você segura a lâmina e corta o lar por cona própria. Você não paga um homem para fazer isso porque não vê motivos. Se você é maligno, pelo menos o seu mal é honesto, e por si só, isso faz de você um Decepticon”. Então me lavei e me deitei.

Credo...bem...eu sempre dormia pelado, mais enfim...melhor eu ir para a rua.

-Está me ouvindo Prime? Foi você que planejou tudo isso.

Que horror, os porcos perseguindo as mulheres. Que horrível.

-O Mundo é uma máquina. Uma Máquina Para Porcos! Útil apenas para o abate de porcos!

NÃO OS PORQUINHOS ESTÃO ATRÁS DE MIM!!! NÃÃÃÃÃÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ME DEIXEM EM PAZ!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

-Prostitutas, pedintes, órfãos...TODOS PORCOS!!! Mas eu purificarei tudo, limparei este mundo dessas raças. EU LIMPARI ESTE PLANETA!!!

O que? As portas se fecharam. Eles não podem mais me pegar.

-SEU MALDITO!!! MONSTRO!!! DECEPTICON DESPREZÍVEL!!! ONDE ESTÁ ARCEE? CADÊ A MINHA ARCEE?

Cheguei em um elevador, a linha de porcos, aí deve ser o ponto fraco dele. Enquanto a cidade sofre, eu vou tentar parar essa besta. Eu cheguei, na máquina de porcos, está na hora de acabar com isso. Cheguei em um lugar com um recipiente de composto X, ótimo uma luz e ele vai...sim vai eletrificar. Estou dentro dele, dentro dessa maldita máquina.

-Eles...um dia...ficarão livres?
-Sim, meu amigo. Eles serão cortados e liberados da prisão de carne. Ficarão livres para ascender como fumaça no céu.
-E os bons? Como salvaremos?
-Mostre-me os bons, Prime. Eu não vejo nenhum.

Ai, agora eu sei. O Composto X é o sangue, o fluído dessa máquina horrenda. Bom, tá na hora de acabar com isso. Lá vem o Compostinho para algumas engrenagens. Ótimo, está inundando e agora ela vai se acabar. A Máquina de Porcos está sendo destruída. Isso a água está chegando perto do Composto X Radioativo, ele chegou. DEIXA EU DAR O FORA QUE TUDO AQUI VAI EXPLODIR!!! Não, mais agora eu vou. As coisas vão esquentar por aqui.

Girar isso, puxar daquilo e cada parte da Máquina vai explodindo, lentamente. Sim EXPLODIU TUDO!!!! FINALMENTE!!!!

-Eu te conheço Máquina Infernal! Eu sei o seu medo. Encherei você de excrementos, e a destruirei.
-Tarde demais, Optimus. Meus grandes trabalhos vão começar!

Tá vim até um lugar e achei uma...ah não vou resumir, não aguento mais.

Bom, acho que a carta fala sobre algumas coisa de aquecimento, mais sem lareira e ar condicionado. Acho que é um grande futuro isso, mais enfim...vou entrar agora no tripadouro. Que horror, isso saindo dos canos é...sangue humano? Meu Primus...mais que raio de lugar é esse?

Bom, mais parece que ela foi bem ferida a máquina. Ela tem medo de mim, assim como eu a odeio com todas as minhas forças.

-Aqui estou, descendo essas escadas, estou chegando no fim desse pesadelo finalmente, não aguento mais tanta agonia junta. Isso é...o fim.
-Nossa, acho que reconheço esse lugar.
-Sim Ratchet, é o coração dela. Venha comigo.

Nossa mas...o que é isso? Arcee? É você? Sim, e você. Meu amor. Espere...porque está só de roupão? Arcee...NÃO! Sua Centelha...
...
...
Ai...o que houve? Arcee...ela arrancou a própria centelha...o coração...meu Primus...o que está acontecendo aqui? Meu Primus...um rio de sangue humano...que lugar assombroso. Mais um elevador. Lá é onde está a minha Arcee.

-Escute Prime. Não tem como me deter. Eu pulso o mais forte que você pode imaginar. Eu sou o senhor da máquina. Não tem como me deter! Em breve, o mundo será das máquinas e esse planeta se tornará uma nova colônia de robôs, e os humanos os escravos!
-A não ser que eu o impeça.

Vamos ver o que tem aqui. Hum...acho que estou perto.

-Escute máquina. Por que pegou minha mulher?
-Eu, Prime? Como se não me conhecesse. Quando você saiu do Lago Tenebris, eu decidi fazer uma coisa por você, você me construiu contando como aconteceu e eu...fui guardando cada momento.
-Sua máquina...eu tenho que te impedir.

Meu Primus...que barulho é esse? Eu não estou acreditando...eu...cheguei. Acho que é o centro dela, mais é muito linda...pena que vou ter que destruí-la. É uma pena mesmo. O QUE??? MAS...O QUE É ISSO???? UM PORCO MECÂNICO BRILHOSO!!!

-OPTIMUS PRIME!!!

MAS...O QUE É ISSO??? AH NÃO, EU TENHO QUE LIGAR O OUTRO GERADOR, EU VOU LIGAAAARRRRR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Nossa...mas...o que foi aquilo? E porque ele gritou meu nome? Nossa...isso é...bizarro. Mas...agora estou na torre Sul. Tá eu preciso ir embora...certo...acho que cheguei eu cheguei, finalmente eu cheguei, depois de tanto tempo, estou aqui, no seu coração!

Arcee...me perdoe...eu não pude te salvar. Mas...eu irei concertar tudo isso, não se preocupe. A minha morte, está próxima!

-Prime...me deixe dar um consolo...
-Dê, máquina.
-Não deveria fazer isso. Vamos mudar o mundo esqueceu? Pois volte, e domine junto comigo...e sua esposa.
-O que?
-Isso mesmo. Ela está viva, a não ser que...você tope.
-Não, não farei isso.
-ENTÃO MORRA!!!

AI CARALHO!!! ONDE É QUE EU ESTOU??? POR QUE AS LUZES ESTÃO APAGANDO??? ESSA NÃO!!! PORQUINHO BRILHANTE!!!! NÃO!!!

-OPTIMUS PRIME!!!!
-SAIA DE MIM!!!
-VENHA E LUTE SEU COVARDE!!!
-O que? Grimmy?
-SIM, SEU INÚTIL!!! EU ASSUMO MUITAS FORMAS ESQUECEU?
-Eu sei. Eu te derrotei uma vez, não é? Posso te derrotar de novo.
-ENTÃO VENHA!!!

Fui em cima dele, e com minha espada tirei as partes brilhosas dele, ele continuava fraco, como sempre, sempre fraco.

-VOCÊ NÃO FARIA...
-E VOU FAZER!!!!

ARRANQUEI O CORAÇÃO!!! SEM PIEDADE!!! ARRANQUEI O CORAÇÃO DELE!!! ACABOU GRIMMY!!! MAS...O Que? O que é aquilo...o coração da máquina é...Arcee...minha mulher...ela é o coração dessa máquina infernal, então...se eu a tirar daí...essa máquina acaba de vez! Sim, eu vou acabar de vez com isso.

E agora? O que fazer? Se eu arrancar ela de lá, eu posso matá-la, então...é isso, Prime. Salve sua mulher! Achei uma escada e fui para um outro andar. Lá eu vou acabar com essa máquina de VEZ!!!!!!!!

-O QUE??? O QUE VAI FAZER????
-Te destruir!
-NÃO PARE, NÃO ME MATE!!!
-Chegou a hora de salvar a minha Arcee desse pesadelo.

Tudo estava desmoronando e eu tirava Arcee da máquina, foi quando...AHHHHHHH!!!!
...
...
...
...
...
...
...
...
-Mais...onde eu estou?
-Você acha que realmente me matou não é mesmo?
-Onde está Arcee? Eu vou acabar de uma vez com você!
-Por favor, Prime. Não faça isso...eu quero o seu perdão.
-Você...capturou a Arcee e a serviu de coração.
-Mais ela está viva, não é mesmo?
-Não sei, mais você tem que morrer!
-Não por favor, pense na Arcee.
-Não fale dela, machine!
-Eu não fiz nada com ela. Você já saberia que a próxima década seria assim. Seria a década das trevas para ela.
-JÁ CHEGA!!!!

A Máquina...é ele...finalmente é ele. Esse monstro.

-Optimus...
-Então...esse é a década de 2010...uma grade década, no século XXI, grande mesmo, marcada por muito sangue. Essa máquina me destruiu, e vai nos destruir. Sim, eles vão me devorar, igual um porco. É esse o seu destino Optimus...a morte!

Cheguei nela. Vou sentar...e acabar de uma vez com isso...essa não...o que? Sim...eu...irei morrer...sim...a morte. ME ESPERA!!!
...
...
...
-Optimus? Você está bem?
-Arcee...
-Você está...com uma coisa na sua centelha.
-Você está viva finalmente.
-Sim, estou.
-Arcee...salve...
-O que?...
-Salve...Spike Witwickie. Ele está...onde fica o cativeiro. Salve ele.
-Está bem.

-Socorro!!!! Tá tudo desmorando.
-SPIKE!!! SPIKE!!!
-AQUI!!!
-Venha, vamos.
-Quem é você?
-A esposa de Optimus. Venha vamos.
...
...
...
-Onde ele está? Cadê o Optimus?
-Ele...está morto!
Morto...
Morto...
Morto...

No fim de tudo isso, vi o Deus que criei, se acabar, bem na minha frente. Éramos tão gelados, mais tão gelados...que parecíamos esquimós. Quando as luzes se apagaram, eu só ouvi o som dos porquinhos cantando uns para os outros. Mais quando a última luz foi apagada, eles se calaram e um grande silêncio tomou o lugar. Arcee sobreviveu e o meu último amigo também. Era só isso que importava em minha vida.

O Sino de uma igreja soou e naquele momento, nasceu a nova década. Nasceu 2010!

-O que vamos fazer agora Arcee?
-Fechar esse lugar.
-Mais porque?
-Não existe mais Optimus Prime. Vamos fechar esse lugar...para sempre!

E assim, as portas se fecham e tudo acaba!


FIM

Nenhum comentário:

Postar um comentário