Páginas

domingo, 15 de junho de 2014

Trans "The Auto" Formers II | Episódio 15

Episódio 15 | Lutando Contra os Cons

Escrita por | Rafaela Trombini + Ingrid Trombini
Produção Executiva de | Natália Santos
Direção de | Rafaela Trombini + Natália Santos

Desta vez estou sozinho, sem o Optimus. Ele matou sem escrúpulos, nem deixou eles se explicarem. A Lune não vai gostar nada disso, mais agora, eu preciso ir no banheiro do parque para poder resolver mais alguns assuntos com o Jazz.

-Ei, cadê o Prime? Bom, esqueça dele, eu tenho um trabalho para você. Venha aqui. Um velho amigo meu tem um negócio em Rockford. Eu o vi em ação na Guerra de Chicago, quando a cidade estava no caos. Alguns vermes dos Decepticons estão o incomodando dizendo que voltarão para extorquir de volta a droga. Ele precisa de apoio, e pode contar comigo quando for comprar uma arma, ou ferramenta, por conta da casa. Eu poderia fazer mas, a minha coluna não deixa, mais enfim...boa sorte, ai.

Muito bem...para onde eu tenho que ir agora? Bom...já sei! É bem em uma base do exercito, onde aquele tal amigo está acho, ele me mandou as coordenadas, então...vamos lá né. Cheguei lá e tive que pular o muro até que vi o tal guarda.

-Hum...você é o Bumblebee né? Pensei que não viria mais. Bom...mais achei que viria mais gente, pois bem...três armas é melhor que uma, então...pegue as que quiser. Os Cons estão aqui em qualquer momento.

Muito bem, vamos proteger o lugar a qualquer, qual o nome dela mesmo? Espere. É uma mulher...e ela não tem um braço...que estranho. O nome dela é Falcúria, acho. Não me lembro. Muito bem, os Cons estão chegando, então...vamos nos preparar.

Olha só, e em carros ainda...que corajosos, que nem em Cybertropolis, o bagulho é louco, vamos lá, vamos lá se protege porra. Tenho uma bazuca, isso mesmo, uma bazuca...taco neles E ELES EXPLODEM!!!! TODOS!!!

-Muito Bem Bee. Se estivesse em Autocons City, eu ainda teria o meu braço. Se precisar de algo, é só vir aqui e pegar uma arma. Aqui, agora caia fora daqui, eu cuido dos tiras.

Agora eu tenho que sair daqui e depressa, antes que eles me achem...vamos lá, eu preciso de alguma coisa...voltar para lá, e falar com o Jazz. Ótimo, ele estava dentro do banheiro outra vez...que beleza.

-Existe um homem realmente importante nessa cidade. Como vou dizer...gostos exóticos e dinheiro para gastar nos cassinos. Ele está envolvido em um assunto legal, e algumas fotos minhas estão em Morque Party, ou algo assim. As provas estão andando pela cidade. Estraçalhe aquele carro e pegue todas as evidências, eu disse TODAS!!! Quando terminar, deixe o carro em um lugar seguro e bote fogo nele. Vamos sair bem dessa, amigo.

Vamos ver, aqui está o cara, eu tenho que ficar batendo nele, ou melhor, já sei o que eu vou fazer. Hum...olha só...que doido...ele já está aí, e nem deu tempo de eu fazer uma boquinha...enfim...as provas estão em uma sacola, vou encostar nele.

-O que?

Eu pego as provas.

-EI!!! DEVOLVA ISSO, SUA MÁQUINA DESPREZÍVEL!!!

Eu taco fogo e jogo as cinzas no rio da cidade. Bom...é só isso, eu acho. O que é isso, uma mensagem, de quem?

Bee, queria falar com você outra vez...será que você pode me encontrar no parque onde você vê o Jazz? Seu amigo, Optimus.


O que ele quer comigo agora? Acabou nossa parceria, ele matou aqueles caras, sendo que eles nem se explicaram para mim...o dia que eu fui matar o líder da trindade...ele me pediu, e eu atendi, mais uma mulher estranha o matou. Não. Acabou! Chega pra mim!

Nenhum comentário:

Postar um comentário